Angélica lamenta a morte de Eduardo Galvão. “Não consigo acreditar que essa doença te levou da gente”

A apresentadora Angélica usou as redes sociais na madrugada desta terça-feira (8/12) para lamentar a morte de Eduardo Galvão. O ator morreu, aos 58 anos, vítima da Covid-19.

A cantora e apresentadora Angélica usou as redes sociais nesta terça-feira (8), para lamentar a morte do ator Eduardo Galvão que faleceu vítima da covid-19 aos 58 anos de idade.

Angélica trabalhou com Galvão na série Caça Talentos que foi ao ar na Rede Globo em 1996/1998, Angélica postou no Instagram disse não conseguir acreditar que o amigo havia falecido.

Essa doença levou das pessoas parentes e amigos isso é muito difícil, todos apreciavam a leveza, alegria, carinho de se encontrar com Galvão pelo caminho e conversar, trabalhar com ele foi um presente que recebeu uma parceria mágica.

Angélica continuou a homenagem agradecendo pela amizade de Galvão, por ter sido uma pessoa especial na sua vida e na vida de muitas pessoas.

Falou que Galvão era uma pessoa humana e todos o amavam, quem o conhecia queria cada vez mais estar perto, desejou que ele fosse recebido nos braços de Deus descanse em paz e enviou o seu carinho e seu sentimento a toda a família.

Eduardo Galvão foi hospitalizado no dia 28 de novembro, o pulmão estava comprometido e o quadro de saúde piorou, no dia 1º de dezembro ele precisou ser entubado pois precisava de aparelhos para respirar, o pulmão estava comprometido em 50%.

Galvão lutou pela vida mas na última segunda-feira (7) não resistiu e faleceu, a última novela feita por Eduardo Galvão foi Bom Sucesso em 2019, trabalhou com Angélica em Caça Talentos em 1996 à 1992, Despedida de Solteiro em 2000 e em Porto dos Milagres em 2002.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.