Apoiadora de Bolsonaro, Luciana Gimenez entra em defesa do presidente: “nunca o vi desrespeitar homossexuais”

A apresentadora defendeu que o presidente brasileiro das acusações de inimigo dos LGBTQ+

A apresentadora Luciana Gimenez, apoiadora do atual presidente brasileiro Jair Bolsonaro, entrou em defesa conta acusações que são feitas ao presidente a respeito de sua postura. Isso por que Bolsonaro é apontado como um grande inimigo para a classe LGBTQ+, movimento este que é defendido pela apresentadora, de acordo com a mesma. A apresentadora do “Superpop” na RedeTV! defendeu o presidente alegando que nunca viu o mesmo sendo desrespeitoso com pessoas homossexuais em nenhum momento.

A declaração de Luciana veio através de um entrevista concedida pela apresentadora à Revista Veja. Na entrevista, a apresentadora aproveitou para destacar que considerou de sua responsabilidade como comunicadora, levar ao palco de seu programa alguns dados a respeito da taxa de suicídio entre jovens gays, lésbicas, bissexuais e transexuais.

PUBLICIDADE

De acordo com Gimenez, ela se viu na responsabilidade de usar a visibilidade do “Superpop” para mostrar na televisão estes dados, visto que ao ter conhecimento dos mesmos, ela ficou chocada com o alto índice de fatalidades, que foi comprovado através de um estudo. Gimenez fez questão de destacar que em sua vida ela sempre foi defensora este público, e que a maioria das pessoas que trabalham com ela, são gays. O tema, pelo que foi divulgado, será abordado pelo programa da RedeTV! no mês de dezembro.

No entanto, após demonstrar ser defensora da causa, Luciana foi questionada a respeito do fato de que por mais que ela esteja ajudando de alguma forma a comunidade LGBTQ+ com esta visibilidade no programa, expondo este tipo de dados, ela por outro lado é grande apoiadora e admiradora de Bolsonaro, que em vários momentos deu declarações um tanto quanto ofensivas contra os homossexuais.

PUBLICIDADE

Em uma destas, Bolsonaro chegou a falar que preferia ter um filho que fosse viciado em drogas, do que um filho gay. Em outro momento, o presidente também chegou a se referir a homossexuais como ‘bichas’ destacando que o que eles tem a oferecer, as mulheres tem melhor. As declarações do presidente sobre o tema, não pararam por aí, e ele chegou até em um momento recente dizer que havia ‘virado boiola’ igual os maranhenses, por ter consumido um refrigerante cor-de-rosa produzido na região.

Mas, mesmo diante de várias declarações que foram feitas pelo presidente, antes e depois de eleito, a apresentadora, que sempre foi apoiadora do mesmo, entrou em defesa de Bolsonaro. De acordo com Luciana, ela não considera que seja contraditório ela defender a comunidade, e ao mesmo tempo admirar o presidente.

PUBLICIDADE

Isso por que de acordo com Gimenez, ela nunca viu em nenhum momento o presidente brasileiro falando qualquer coisa que considere ofensiva em relação aos LGBTQ+ que ela diz defender.  Na declaração, a apresentadora aproveitou para deixar claro que não tem conhecimento necessário para tratar do assunto política, e desviou apenas defendendo que o presidente não tenha feito tais declarações, mesmo que todas tenham sido públicas e que tenham recebido destaque na mídia pelo teor grave.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.