Após afirmar que Gabriel Diniz foi para o “inferno” pastora apaga a postagem por não aguentar as críticas

Depois da repercussão negativa a pastora apagou a postagem.

Falar a coisa errada no momento errado pode causar sérios problemas e como dizem as pessoas mais sábias: é melhor ficar calado quando não se tem nada de bom a dizer. A pastora Juliana Tuma perdeu uma boa oportunidade de ficar calada, pois suas declarações polêmicas a respeito da morte do cantor Gabriel Diniz, falecido na última segunda-feira (20) causou espanto, revolta e indignação.

Isso porque a pastora decidiu postar um vídeo em sua rede social afirmando veementemente que o cantor Gabriel Diniz “foi” para “o inferno” porque cantava para o diabo.

PUBLICIDADE

Em um tom que lembra praticamente uma “comemoração”, a pastora Juliana disse que Gabriel Diniz “cantava para o diabo”, sem dizer como ela descobriu essa informação e qual  seria a relação entre o Gabriel Diniz e a figura satânica.

“Caiu o avião daquele da Jenifer. Ai meu Deus! A vida é um sopro”, afirmou. A seguir, disparou: “Cantar para o diabo é um caminho sem volta. O pior de tudo é que foi para o inferno”.

PUBLICIDADE

Logo após, a pastora paranaense ainda disse: “Por isso que a gente tem que entregar nossa vida para Jesus. Eu entreguei com 27 anos, graças a Deus”.

Depois da repercussão negativa de suas publicações polêmicas a pastora Juliana não aguentou as críticas e os comentários sobre seu post insensato, e apagou as mensagens e ainda bloqueou seu perfil no Instagram.O caso repercutiu muito e muitas pessoas falaram sobre a falta de respeito da pastora em um momento de dor e tristeza vivido pela família, amigos e fãs do cantor. A falta de sensibilidade da pastora mexeu com muita gente.

PUBLICIDADE

No perfil do instagran Alfinetei está o seguinte comentário sobre as declarações da pastora:

“Gente essa é a pastora Juliana Tuma, e absurdamente durante gravação de um vídeo para seu stories ela teve a capacidade de falar que Gabriel Diniz teria ido para o inferno após sua morte pois cantava pra o diabo.

Eu fico chocada com a capacidade do ser humano de falar uma coisa dessas, respeito totalmente a religião e crença dela, porém é um momento doloroso e muito complicado para a família, amigos, fãs e etc, se não tem algo de bom ou confortante pra falar é melhor manter a boca fechada”.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]