Bomba, réporter da TV Record é afastado por denúncias de abusos: “Ele apertava o meu braço pensando que era minha …”

O repórter foi afastado da emissora até o fim das investigações.

O repórter Gérson de Souza foi afastado pela TV Record depois que ele foi denunciado por abuso sexual por jornalistas que trabalhavam com o repórter.

O veterano da TV Record foi acusado por 12 mulheres de assédio, no entanto apenas 3 boletins foram registrados na Polícia Civil.

PUBLICIDADE

Uma das mulheres chegou a dizer: “Ele chegava perto de você, pegava no braço e ficava alisando. Você ficava sem saber o que fazer, e ele falava: ‘Sabe por que é gostoso apertar essa parte do braço? Porque é como apertar a bunda. Ele alisava o meu braço pensando na minha bunda”.

De acordo com a jornalista, que trabalhou ao lado do repórter por cinco anos no Domingo Espetacular ele sempre fazia brincadeiras desse tipo e para elas era muito constrangedor.

PUBLICIDADE

A outra vítima que também fez o boletim contra o repórter na delegacia de São Paulo na última quinta-feira (23) contou uma situação muito parecida sobre o que o repórter teria dito a ela: “Que gostoso! Sabe por que é gostoso? É gostoso porque essa parte parece a bunda, lisinha, molinha”.
O jornalista nega todas as acusações, mas as mulheres que fizeram a denúncia relataram tudo caracterizando os atos do repórter como nojento e pegajoso.

PUBLICIDADE

“Ele era pegajoso, ficava acariciando, dando beijo de surpresa. Elas ficavam muito incomodadas, tentavam disfarçar, mas dava para perceber pelo olhar que elas queriam que ele parasse”, conta uma das mulheres que denunciaram Souza na condição de testemunha.

As mulheres que foram vítimas de assédio por parte do repórter contaram que se sentiram intimidadas, por ele ser um repórter importante na emissora e por esse motivo elas levaram tanto tempo para denunciar a conduta do jornalista.

“Por ser um repórter experiente, respeitado, mais velho, a gente sempre ficava com um pé atrás”, contou uma das vítimas.

O repórter foi afastado pela emissora até o dia 10 de junho, depois disso ele entrará de férias e a emissora informou que só vai tomar alguma providência depois que as investigações terminarem. No entanto ainda pode aparecer mais mulheres que tenham sido vítimas de assédio por parte do repórter Gérson.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]