Casal recebe ordem e é proibido de falar sobre Deus em sua própria casa

O casal que realizava estudos bíblicos em casa viu uma ordem dizendo que tal prática não seria permitida e entraram na justiça.

Um casal que mora na Pensilvânia, nos Estados Unidos, se viu indignado após receber uma ordem alegando que eles não poderiam usar a sua própria residência para realizar reuniões de estudos bíblicos. O documento foi mais além e exigia que o grupo de oração não realizasse suas atividades na fazenda.

PUBLICIDADE

Terri Fetterolf e Scott receberam a tal ordem no ano de 2017 após a divisão municipal de Sewickley Heights, Pensilvânia, ter alegado que a fazenda onde as orações aconteciam estava sendo utilizada de forma incorreta para os cultos. Declararam que o local era na verdade uma área comercial, um estúdio ou escola especial.

O que foi feito para a defesa do casal

PUBLICIDADE

A realidade é que a fazenda verdadeiramente possuía uma loja de fios e lã, lá tambémé vendido vários produtos e flores além de servir para sediar aulas educacionais e muitos eventos privados. Eles exigiram um recuso cessando a ordem e esperam uma decisão no tribunal federal.

Atualmente a família Fetterolf é representada pelo Independence Law Center, uma filial do Instituto da Família da Pensilvânia. Terri não teve medo algum de falar com a imprensa local e anunciou que sua intenção não é processar o seu bairro pela ordem, apenas queria poder ter o direito de viver sua vida tranquilamente, fazendo o que bem quisesse dentro de sua fazenda. Ele sabe que um processo apenas aumentaria os impostos na região e por está razão não entraria na justiça com este intuito.

PUBLICIDADE

O advogado deles, Jeremy Samek, disse que o que o bairro realmente quer é que o casal peça ao conselho de zoneamento e consigam uma permissão para poderem praticar os estudos bíblicos dentro de casa, querem uma audiência pública para que a permissão venha.

Samek lembrou que restringir é inconstitucional não é permitido e que uma infração direta ao direito livre de exercer uma religião não está em lei. O caso está sendo muito falado na região onde a fazenda fica, no Distrito Residencial Histórico-Rural. Os advogados do bairro alegaram que os estudo bíblicos podem ser classificados como uma ‘aula’, por esta razão os Fatterolfs precisariam de uma permissão jurídica para poderem dar  as aulas.

 

Desaparecimentos sem explicação e não resolvidos

É comum que quando alguém desaparece as pessoas procurem por respostas. Porém, nem sempre isso é possível. Veja alguns desaparecimentos de pessoas que não foram resolvidos.

Rebecca Coriam

Em 11 de março de 2011 no cruzeiro da Disney Wonder Rebecca Coriam desapareceu sem qualquer explicação. A última vez que ela foi vista estava falando ao telefone e estava bem distraída.

Ray Gricar

Na Pensilvânia, o procurador distrital do Condado de Center sumiu misteriosamente. Após ter realizado uma viagem ele nunca mais retornou para seu lar. O procurador desapareceu no dia 15 de abril de 2005. O carro dele foi encontrado na beira de uma estrada. O laptop e celular ainda permaneciam dentro do carro. Apenas em 2011, 6 anos após o seu desaparecimento que ele foi declarado morto.

Dorthy Forstein

O marido de Forstein chegou em casa e encontrou os dois filhos completamente apavorados. Eles estavam abraçados um ao outro. Os filhos relataram ao pai que ao chegar em casa viram a mamãe deitada de bruços ao lado de um homem. O homem em questão falou para as crianças que tudo ficaria bem e a pegou, depois disso ninguém nunca mais viu Dorthy Forstein.

PUBLICIDADE

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]