Choro e exaustão: Equipe do JN e Bonner vivem o caos sob ataques e ameaças

O jornal nacional é o número um em audiência no Brasil todo, e em frente dele está o grande editor-chefe Willian Bonner que vem comandando a parte de informações do principal jornal brasileiro junto de Renata Vasconcellos.

Contudo, estamos vendo que a situação anda muito tensa por lá pois os dois jornalistas vem cometendo muitos erros com o Jornal Nacional já no ar, coisas que raramente acontecia por lá.

PUBLICIDADE

Segundo fontes que trabalham nesse jornal, o alerta vermelho já foi ligado pois o programa vem sofrendo muitas ameaças e tem sofrido duros ataques de pessoas que apoia o atual presidente da república do Brasil e do clã de Bolsonaro. Esse grande apresentador tem sido alvo de inúmeras ameaças e piadas como a que fez do presidente da câmara Rodrigo Maia.

Infelizmente o Brasil está sendo o principal epicentro da epidemia de Covid-19, é o que é relatado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo) que tem realizado uma grande parceria com a universidade de Hopkins, da grande potência mundial o Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Diante da Universidade da Saúde ter os dados em tempo real, os números oficiais estão bem longe da realidade e da calamidade que o Brasil vai está enfrentando daqui uns dias.

Com base nos estudos o Brasil teria um número altíssimo de infectados pelo corona vírus que de 1.657.752.

PUBLICIDADE

As pesquisas tem previsão para mais ou menos, que os números foram embasados em seguintes dados, o nosso país tem realizado 1600 testes por cada milhão de pessoas.

Já no Estados Unidos os testes vão a todo vapor em um número bem mais alto do que em nosso país, pois disseram que os números brasileiros não são suficientes, os americanos realizaram 20.200 por cada milhão informou o jornal americano Wall Street Journal.

Os estudos vem mostrando que o número de infectados pode ser de 1.345.034 casos no melhor cenário de 2.021.177 no pior, mas temos que lembrar que pode aumentar ou diminuir.

No Brasil os números são bem mais altos do que o ministério da Saúde vem mostrando oficialmente. São 116 mil infectados e 7966 pessoas que foi a óbito pela doença.

Vamos enfrentar dias sombrios pela frente, e é preciso ter mais cuidado e redobrar a prevenção. Os profissionais da Saúde já alertaram que pessoas podem morrer por falta de leitos nos hospitais e em enfermarias de trabalho intensivo.

O jornal americano destaca o alto crescimento da preocupação da disseminação do vírus devido ao ceticismo de Jair Bolsonaro em relação ao vírus.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.