Fim terrível da dupla ET e Rodolfo envolve processo milionário e morte trágica, confira

A dupla fez muito sucesso no SBT, mas teve um fim trágico, confira

Na década de 90 a emissora comandada pelo famoso apresentador Sílvio Santos estava em seu ague e nos domingos comandava a audiência vencendo até mesmo a grande Rede Globo. O motivo da vitória era um só, o programa de Gugu Liberato, ‘Domingo Legal’.

A atração contava com a participação de uma dupla de muito sucesso nas telinhas, ET e Rodolfo. Ambos roubavam a cena quando apareciam e eram amados pelos telespectadores.

PUBLICIDADE

Rodolfo inicialmente era um repórter da TV Gazeta e rapidamente ganhou notoriedade. Ele foi contratado pela RecordTV e comandou o Ratinho Livre.

Foi a partir deste momento que conheceu Claúdio Chrinian, o famoso ET. Trabalhando juntos os dois foram parar no SBT e na emissora ficaram conhecidos por todo o país.

PUBLICIDADE

Porém, com o passar dos anos a dupla foi perdendo força. Eles aproveitaram todo o sucesso que fizeram e até mesmo lançaram um disco musical que vendeu mais de 270 mil cópias.

No ano de 2001 ET tomou a decisão de abandonar a emissora liderada por Sílvio Santos e deixou seu amigo Rodolfo. O mesmo permaneceu no SBT até quando deu.

PUBLICIDADE

Em 2009 Rodolfo sumiu de vez das telinhas logo após a decisão vinda de cima em abaixar o seu salário. Um ano depois ET acabou falecendo tragicamente após sofrer um ataque do coração.

Rodolfo continua vivo apesar de também ter precisado lidar com alguns problemas de saúde. Há poucos anos, em 2017, ele ganhou um processo milionário contra o SBT no valor de 6 milhões de reais.

O ex-repórter teria processado a emissora por causa da existência de dívidas trabalhistas que não foram pagas. Sem receber o que era seu por direito, Rodolfo decidiu procurar a Justiça brasileira.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.