Gabriela Pugliesi perde R$ 3 milhões após organizar festa entre amigos durante quarentena

Quase 10 empresas quebraram contrato com a influenciadora

A festa realizada em meio á pandemia do novo coronavírus acabou trazendo grandes consequências para a blogueira Gabriela Pugliesi, isso conforme uma pesquisa feita pela revista Forbes.

Segundo os dados apurados, a blogueira teria sido alvo de inúmeros prejuízos que estão relacionados á quebras de contratos publicitários, isso por causa da grande repercussão da polêmica.

PUBLICIDADE

Esse prejuízo pode chegar á um valor absurdo de pelo menos R$ 3 milhões a menos para conta da blogueira, além dela ficar sendo alvo de criticas por ter quebrado as medidas de prevenção ao vírus que está circulando.

A BRUNCH foi a empresa que ficou encarregada de calcular a estimativa do valor perdido,que também é responsável por gerenciar a carreira de grandes digital influencers como Nath Finanças, MariMoon, Dora Figueiredo, além de Blogueira de Baixa Renda.

PUBLICIDADE

Segundo os dados, a blogueira teria perdido uma quantia de pelo menos uns 10 contratos com algumas marcas famosas, sendo elas: HOPE, Desinchá, Baw, Rappi, LBA, Body For Sure, Evolution Coffee, Mais Pura e também a Liv Up.

A quebra do contrato poderá caracterizar ainda o pagamento de uma multa de até 100%, além da descontinuação de valores que estavam em aberto, podendo gerar o ressarcimento do valor que já havia sido pago, o que poderia aumentar ainda mais essa quantia de prejuízo.

PUBLICIDADE

Sem contar que algumas empresas que patrocinaram a blogueiro no passado, afirmaram que não vêem Pugliesi como parceira de trabalho novamente no futuro.

E isso seria por causa de não terem concordado com a sua postura diante da grande pandemia alarmante que o pais está enfrentando, nessa lista estão a Kopenhagen, a Ambev e a Fazenda Futuro.

Fazendo os cálculos através dos parâmetros, incluindo os custos de produção e de imagem no mercado, a agência estipula que cada post feito por Pugliesi em seu feed no minimo chega á custar R$ 17 mil, calculando mais 3 posts em seu stories, o valor aumentaria para R$ 21 mil.

Durante entrevista á revista Forbes, a cofundadora da agência Ana Paula Passarelli se explicou, ela afirma que não teria como saber qual teria sido a entrega de cada trabalho, isso porque o perfil da blogueira teria sido deletado por ela mesma.

E por esse motivo, os cálculos teriam sido feitos baseados nos contratos que geralmente as grandes marcas tinham o costume de fechar, que no caso eram uma postagem em seu feed e um seguimento de 3 stories durante o mês em contratos trimestrais.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.