Infarto fulminante tira a vida de músico durante a live no Norte de Minas Gerais

Como era conhecido José Carlos, participava de uma banda chamada CLM o mesmo estava participando de uma live no momento quando caiu no chão no meio da música.

Neste ultimo sábado durante uma live o músico José Carlos faleceu, após um infarto fulminante durante uma live da banca CLM, o acontecimento foi em São Francisco no Norte de Minas Gerais.

O responsável pela transmissão e então amigo de José Carlos, Eduardo Leal, conta que o José Carlos estava muito alegre e super disposto quando o ‘show’ começou, mas em meio a uma canção o mesmo caiu no chão, sendo socorrido logo em seguida.

PUBLICIDADE

A banda era composta por dois ex-socorristas do Samu, mas também contaram com o apoio da filha de um dos integrantes que estava no local e também é enfermeira. José Carlos foi levado as presas para o hospital, mas infelizmente já não era possível fazer algo mais, lamenta Eduardo pela morte do então amigo José Carlos.

O velório foi realizado no domingo dia (4) de outubro. Os familiares e amigos se fizeram presente para dá, um último adeus a José, que deixou a esposa e dois filhos.

PUBLICIDADE

O show que estava ocorrendo no sábado foi organizado por Eduardo e José Carlos, no mês de julho do ano em questão 2020. Como dono do grupo conhecido por “Memórias de São Francisco”, Eduardo deu a sugestão de que poderiam relembrar a banda CLM, que fez grande sucesso em sua cidade na década de 90.

PUBLICIDADE

José muito animado, organizaram tudo e começaram os ensaios para em breve fazer a apresentação. A live tinha previsão para o mês de agosto, mas foi adiada para o mês de outubro.

O senhor Carlos era empresário na área de serralheria, mas em suas horas vagas se dedicava muito a música. Uma pessoa muito religiosa e presente na religião católica, o mesmo tocava na igreja, sendo um grande devoto a Maria.
Só foi descoberto que José Carlos tinha problemas de saúde quando o mesmo teve infarto, inclusive também descobrindo que ele utilizava marca-passo.

A trinta dias atrás José Carlos foi em Brasília fazer exames de rotina para ver se estava tudo bem, e não foi nenhum problema com o marca-passo que gerou essa fatalidade, diz Eduardo.

PUBLICIDADE

Escrito por Toda Mídia Digital

Colunista de notícias dedicado a todo e qualquer tipo de nicho, entre elas estão tv, famosos, curiosidades, humor e demais coisas.