Laura Dern emociona em discurso no Oscar ao chamar seus pais de heróis

A atriz usou da premiação para prestar uma homenagem aos pais Diane Ladd e Bruce Dern

A atriz Laura Dern tinha 10 anos de idade quando foi pela primeira vez ao Oscar. No ano em que Laura foi a premiação pela primeira vez, em 1974, sua mãe a também atriz Diane Ladd foi indicada na mesma categoria que ela agora foi indicada, como Melhor Atriz Coadjuvante por “Alice Não Mora Mais Aqui” do diretor Martin Scorcese.

Neste ano a atriz questão acabou perdendo para “O Mistério no Expresso Oriente” em que Ingrid Bergman. As outras duas indicações que recebeu foi por filmes estrelados por Laura Dern, “Um Coração Selvagem” de 1990 e “Rosa, Uma Mulher de Fogo” em 1991.

PUBLICIDADE

Por isso, estar ao lado da filha na premiação do último domingo (9) foi um momento especial para ela, ao ver a filha sendo indicada como Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme “História de Um Casamento”.

O filme atualmente está disponível para os assinantes do serviço de streaming Netflix, e também contou com várias outras indicações como Melhor Filme e atriz Scarlett Johansson e o ator Adam Driver foram indicados nas categorias Melhor Atriz e Melhor Ator pelo filme. No entanto, nenhum dos dois levou a estatueta para casa, e Laura Dern levou para casa a estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante pelo seu papel no longa-metragem.

PUBLICIDADE

Durante o seu discurso no palco do Oscar 2020, Laura aproveitou o momento para falar a respeito de seus pais. A atriz iniciou seu discurso falando que você nunca consegue conhecer os seus heróis, mas que se você for abençoado você os tem como seus pais.

A atriz dedicou o seu prêmio à Diane Ladd que se mostrou muito emocionada a todo momento na plateia da premiação, e ao seu pai o ator Bruce Dern. A respeito do prêmio que recebeu, Dern aproveitou o momento para falar que esse havia sido o melhor presente de aniversário que ela poderia receber em sua vida.

PUBLICIDADE

A noite foi marcada por muitos momentos emocionante ao longo da premiação. Logo na abertura a cantora Janelle Monae ficou responsável por realizar uma performance no evento, que contou com várias referencias a filmes que foram lançados no últimos ano.

Na apresentação, a cantora contou com referências a filmes de sucesso como “Nós” e “Coringa”, este segundo foi um dos ditos mais favoritos para levaram algumas estatuetas para casa. Inclusive o ator Joaquim Phoenix conquistou a estatueta de melhor ator e fez um discurso emocionante.

Janelle iniciou a premiação com um dueto com o ator Billy Porter, e ao longo da apresentação dançarinos apareciam com roupas que faziam referência aos filmes que estavam indicados ou não na premiação de alguma forma, mas que tiveram certa notoriedade ao longo do ano.

Billy Porter ainda cantou a músuca “I’m Still Standing” de Elton John, que concorria em uma das categorias da premiação com Melhor Música Original pelo filme “Rocketman” que conta a trajetória do cantor ao longo de sua carreira de sucesso.

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.