Luto na banda RPM, falecimento de integrante deixa fãs desolados

Grupo confirmou a notícia do falecimento do músico nas redes sociais do grupo. Causa da morte não foi divulgada.

Morte de integrante da banda RPM deixa fãs de luto, as informações foram divulgadas na página oficial da banda no facebook. Paulo Pagni era o baterista da banda RPM e faleceu na manhã deste domingo (2). O músico tinha 61 anos.

“Infelizmente temos a tristeza de anunciar o falecimento do nosso querido e eterno baterista, Paulo Antônio Figueiredo Pagni, o P.A. Nosso irmão partiu poucos momentos atrás, mas seu legado será eternamente lembrado. Pedimos a compreensão de todos nesse momento de dor e boas vibrações para que sua passagem seja em paz e com muita luz”, diz o texto.

PUBLICIDADE

As causas reais da morte de Paulo Pagni não foram divulgadas, mas no mesmo dia, de sua morte Paulo Ricardo, ex-vocalista da RPM, revelou que o baterista sofria de Fibrose Pulmonar. Paulo Ricardo falou um pouco mais sobre a doença em seu post.

“Eis aqui o motivo da internação do PA: Fibrose pulmonar é uma doença respiratória crônica e progressiva caracterizada pela formação de excessivo tecido conectivo (fibrose), engrossando as paredes dos tecidos pulmonares.

PUBLICIDADE

Ocorre quando o tecido pulmonar é danificado e forma cicatrizes, endurecendo e prejudicando a elasticidade e troca gasosa”, escreveu o cantor em um post que ele fez em sua rede social pouco tempo depois do anúncio da morte do baterista, mas depois Paulo Ricardo apagou o post.

A banda RPM fez muito sucesso no ano de 1980, eles emplacaram muitos sucessos que ficaram na boca do povão e tocou em todas as rádios do país como “Louras Geladas”, “Olhar43”, “Rádio Pirata”, entre outros grandes sucessos.

PUBLICIDADE

A banda se separou muitas vezes e vários integrantes saíram. Mas a maior de todas essas separações foi quando o vocalista Paulo Ricardo deixou a banda para formar a banda PR.5, que tinha Paulo Pagni como guitarrista.

No ano 2019, a banda anunciou que iria sair em uma nova turnê, mas sem a presença do vocalista Paulo Ricardo. Nesse tempo foi apresentado outros dois vocalistas: Dioy Pallon, ele também além de cantar tocava baixo, e o guitarrista Fernando Deluqui.

O integrante da banda que morreu era conhecido como P.A. e estava na banda desde 1985.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]