Morre Lorenzo Sanz, ex-presidente do Real Madrid, vítima de coronavírus

Lorenzo Sanz, que foi presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000, morreu hoje em Madri por causa do coronavírus

 

Lorenzo Sanz, que foi presidente do Real Madrid entre 1995 e 2000, morreu hoje em Madri por causa do coronavírus. Sanz, 76 anos, entrou no hospital na terça-feira, 17 de março, depois que sua condição piorou após oito dias de febre, como um de seus filhos reconheceu quando o ex-presidente branco quis colaborar até o último momento no hospital. não saturação de hospitais.

PUBLICIDADE

Uma vez admitido, foi submetido ao teste Covid-19, que produziu um resultado positivo. Um dia depois, seu estado de saúde piorou até o resultado fatal de hoje com sua morte.

Sanz, nascido em Madri em 9 de agosto de 1943, assumiu a administração do clube branco em 1985, pelas mãos de Ramón Mendoza, que o sucedeu como presidente do clube branco dez anos depois.

PUBLICIDADE

Em seu primeiro ano completo no cargo (1996-97), ele reconstruiu a equipe em torno da figura de Fabio Capello, a quem ele cercou com jogadores como Mijatovic, Suker, Roberto Carlos ou Seedorf, que se juntaram ao Hierro, Raúl ou Redondo.

A equipe, que veio de não se classificar para competições europeias pela primeira vez em sua história, conquistou a Liga. Capello voltou para o Milan, mas o Madri, já com Jupp Heynckes como técnico, conquistou, 32 anos depois, a Copa da Europa, com a conquista do sétimo em 1998, depois de derrotar a Juventus na final de Amsterdã.

PUBLICIDADE

Lorenzo Sanz voltou para registrar seu nome na história do clube dois anos depois, quando um Madri muito renovado, já no controle de Vicente del Bosque, alcançou o oitavo em Paris depois de derrotar o Valencia na primeira final da Copa da Europa que enfrentou duas equipes do mesmo país.

Após a conquista do segundo campeão, Sanz decidiu avançar as eleições para a presidência de um clube que, apesar dos sucessos esportivos, passava por uma situação institucional turbulenta.

Em 16 de julho de 2000, Florentino Pérez venceu as urnas por uma margem de 3.167 votos. Sanz tentaria assumir o cargo novamente em 2004, mas ele tinha pouca escolha diante do atual presidente branco, com quem ele tinha um bom relacionamento

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.