Novas imagens mostram edredom sujo de sangue e arma usada no crime na casa da deputada Flordelis

Imagens registram movimentações suspeitas na casa de Flordelis tanto antes quanto depois do assassinato

Novas imagens de câmeras de segurança do local mostram uma movimentação um tanto suspeita na casa da deputada federal Flordelis minutos antes e após o assassinato do pastor Anderson do Carmo, com quem a mesma era casada, em Niterói (RJ), no último domingo (16).

Nessas mesmas imagens, também se pode perceber o exato momento em que os investigadores encontram a arma do crime, uma fogueira que foi feita no quintal da casa e um edredom completamente manchado de sangue.

PUBLICIDADE

Seguindo a cronologia das imagens, ás 2h52 de domingo, um dos filhos entra na casa de Flordelis. Às 3h08outro filho, Lucas dos Santos, de 18 anos de idade, que desce de um carro, também aparece nas imagens. Às 3h15 Lucas sai de dentro da casa dos pais.

PUBLICIDADE

A polícia informou que o jovem pegou um carro de aplicativo e foi em direção a um bar. O motorista que o levou, já foi ouvido pelos investigadores e confirmou a versão dada anteriormente. Devido a isso, eles creem que Lucas não testemunhou o crime ocorrido, porém está sendo acusado de ter ajudado na compra da arma que foi usada no crime.

PUBLICIDADE

Às 3h25quem chega é o casal Flordelis e Anderson. Eles chegam dentro de um carro, que entra na garagem da casa. O pastor é assassinado poucos minutos após esses acontecimentos.Flávio dos Santos, quem confessou o crime, aparece nessas imagens às 3h40, e depois corre e entra em um carro fugindo do local. Naquele instante, Anderson já estava morto. Então ele disse para os investigadores, que foi em procura de uma viatura da PM para pedir socorro, numa tentativa clara de afastar qualquer tipo de suspeita. Mas às 3h53 no mesmo carro, Flávio volta sem os policiais.

Às 6h59, da manhã, as câmeras mostram Lucas, que está de camisa preta, e Flávio, de camisa azul, ambos conversando com uma mulher que ainda não foi identificada pela polícia, em frente a casa.

Outros vídeos, estes gravados pela Polícia Civil horas depois, registram os investigadores no momento em que encontram a arma do crime, que estava enrolada em um pano, em cima do armário. Ao encontrarem a pistola, os policiais a testaram e a arma estava descarregada.

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/videos/v/imagens-mostram-momento-em-que-policia-descobre-arma-na-…

Também é possível perceber os policiais usando o luminol em um edredom e assim, encontram manchas de sangue.

Já em outro registro, os policiais aparecem realizando uma tentativa de salvar pedaços de objetos que foram postos em uma fogueira que foi feita no quintal da casa. Ainda tinha fogo, porém a maior parte do que havia, já tinha virado cinza. As investigações seguem, e há uma grande expectativa para que o caso seja solucionado e o mandante descoberto.

PUBLICIDADE

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]