Ronaldinho Gaúcho deixa cadeia: Conheça o hotel de luxo onde o craque vai cumprir prisão domiciliar

A notícia tem repercutido em diversos jornais na América latina.

Após 32 dias preso preventivamente em Assunção, no Paraguai, por portar documentos falsos (documento de identidade e passaporte) o jogador saiu da cadeia e a pena agora será cumprida em um hotel de luxo.

No dia 6 de março deste ano, Ronaldinho e seu irmão, Roberto Assis, foram detidos pelas autoridades do Paraguai por portarem documentos falsos. Ambos foram encaminhados para a Agrupación especializada.

PUBLICIDADE

A defesa entrou com pedido de prisão domiciliar por quatro vezes, até que o pedido foi finalmente deferido pela Justiça do Paraguai, com ressalva feita pelo Ministério Público de que os irmãos fossem acompanhados por policiais.

A mudança foi autorizada pelo juiz Gustavo Amarilla e, para tanto, o astro do futebol pagou uma fiança de US$ 1,6 milhão – correspondente à aproximadamente R$ 8,3 milhões.

PUBLICIDADE

O hotel para onde Ronaldinho e Roberto irão cumprir a pena preventiva fica localizado no centro histórico de Assunção. A fachada lembra construções antigas e a diária de um quarto comum chega a R$ 500,00 (Quinhentos reais), diminuindo um pouco nessa época.

Como era de se esperar, o jogador e seu irmão não ficarão em quartos comuns. Acostumados com uma vida de luxo, os irmãos devem ficar em suítes presidenciais, que chegam a ter diárias de R$ 1.700,00 (Mil e setecentos reais).

PUBLICIDADE

O hotel em questão é o Palmaroga, hotel cinco estrelas com quartos e banheiros que chamam atenção pelo tamanho. No site do hotel estão disponíveis fotos que mostram o luxo dos quartos e espaços de convivência, que mesclam o tradicional com o moderno.

Ronaldinho terá à sua disposição academia e piscina, além de estacionamento, lavanderia, café da manhã e serviço de quarto. O hotel é sempre citado como um dos melhores do Paraguai em sites especializados no assunto.

O luxo, no entanto, é provisório e pode durar pouco tempo. As investigações estão em curso e há o risco de que Ronaldinho e Assis voltem à cadeia.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora Nh

Escritora desde 2012. Sempre antenada nas redes sociais, por dentro das novidades, estudando e buscando o melhor para transmitir aos nossos leitores.