Ronaldinho Gaúcho e o irmão Assis podem deixar a prisão após 5 meses presos no Paraguai

O futuro do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e empresário Roberto de Assis Moreira, presos em Assunção há cinco meses, será definido nesta segunda-feira.

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e empresário Roberto Assis Moreira, estão presos no Paraguai a cinco meses.

PUBLICIDADE

Nesta segunda-feira dia 24, o futuro do jogador será decidido na justiça do Paraguai, a audiência ocorrerá por volta das 15 horas de Brasília, onde o juiz irá analisará se os irmãos podem retornar ao Brasil.

PUBLICIDADE

O jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Assis, são acusados de entrarem no Paraguai usando passaporte falso, eles foram presos no dia 6 de março e foram para um presídio de segurança máxima, no mês de abril eles foram transferido para uma prisão domiciliar após pagarem uma fiança de 8,5 milhões de reais.

Os promotores pediram ao juiz que o jogador pudesse retornar ao Brasil, a audiência realizada pelo Ministério Público deve avaliar o caso, o magistrado disse que o poder judiciário do Paraguai irá observar todas as propostas apresentadas.

PUBLICIDADE

Eles investigam se Ronaldinho e o irmão Assis estão envolvidos em alguma organização criminosa, pois entraram no país usando documento falso. Gaúcho e Assis disseram não saber que estavam usando passaporte falso, falaram que foram enganados, a prisão do jogador virou o escândalo e quase 18 pessoas foram detidas no envolvimento deste caso.

A justiça do Paraguai, determinou que tanto Ronaldinho como Assis permanecessem presos até terminarem a investigação, o inquérito pode durar até seis meses de acordo com as leis do Paraguai, agora o futuro de Ronaldinho e do o irmão Assis, serão determinados pela justiça.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Marcos Antonio Martins

Marcos Martins, é mineiro da gema, nasceu no dia 30 de abril 1975, tem dois filhos lindos que não sabe se parece com ele ou com sua esposa, é cheio de defeitos, mas as qualidades são perceptíveis.