Um ano após a tragédia que tirou a vida de Rafael e seus pais, namorada do ator tenta apagar as lembranças da chacina cometida por seu pai

Isabela falou que seu pai matou uma família, ela sofre dos dois lados.

A jovem Isabela Tebicherane de 19 anos, que namorava com o ator Rafael Miguel que foi morto junto com o pai e a mãe por Paulo Cupertino há um ano atrás, falou em entrevista que a lembrança deste acontecido a causa muito mal.

Seu namorado, os pais dele foram mortos na porta da sua casa, essas são lembranças terríveis, por isso ela tem mantido um distanciamento social, para poder aprender a lidar com toda essa situação.

PUBLICIDADE

Disse que tem mudado o seu visual, as amizades, até nas redes sociais muitas coisas são diferentes para que não façam ela se lembrar desta tragédia, ela não está bem e ficar se lembrando do que aconteceu, a faz se sentir cada vez pior.

Relatou a jovem, que tem uma vida normal, tem vários problemas que fazem parte da vida e quando se misturam com todas essas coisas, fica insuportável, segundo a estudante Isabela essa tentativa de mudanças na vida dela é para tentar amenizar a dor de toda aquela tragédia.

PUBLICIDADE

Isabela falou que seu pai matou uma família, ela sofre dos dois lados, o namorado morreu e o assassino é o pai, essa tragédia causa muitas dores nela.

Rafael e seus pais foram motos na frente da casa da família de Isabela na zona sul de São Paulo, a jovem disse que por esse sentimento de perda ela tem sofrido psicologicamente.” Eu procuro levar uma vida normal na melhor forma sem enlouquecer, faço tratamento psicológico e procuro está perto das pessoas que me ajudam e me ofereçam apoio”.

PUBLICIDADE

Isabela fez uma tatuagem para homenagear Rafael, se mudou da cidade logo após o crime, segundo os vizinhos, a casa onde aconteceu o crime nenhuma pessoa da família retornou para o local, a fechada está pichada com palavras de justiça e de repúdio a Paulo Cupertino.

Paulo é considerado foragido da Justiça, a um ano assinou esta família e desde então é procurado pela polícia, o pedido de prisão preventiva foi solicitada, mas até hoje ele não foi preso.

O inquérito da polícia diz que Paulo Cupertino foi ajudado por amigos que supostamente deveriam favores, Eduardo e Vanderlei prestaram depoimento à polícia logo após ter ocorrido o crime.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.