Vaza áudio onde Roberto Justus fala que o Coronavírus é apenas uma “gripezinha”, após fazer críticas á Marcos Mion

O empresário comparou o vírus que está contaminado todo o mundo com apenas uma gripe que logo passa, gerando grande polêmica.

Na noite deste último domingo, dia 22 de Março, os internautas foram á loucura após receberem um áudio vazado do grupo privado dos famosos.

O áudio é feito pelo empresario Roberto Justus, como resposta á Marcos Mion durante uma conversa deles no grupo de Wattsapp, onde só participa celebridades.

Segundo podemos notar, eles estão entrando em pequena discussão devido ao alastramento do coronavírus por todo o mundo, até que Marcos Mion dá a sua opinião e Justus não concorda.

Em um momento do áudio, podemos notar que Robertos Justus acaba se exaltando e chega a mencionar que o colega mesmo sendo tão inteligente, a partir do momento que faz um argumento daquele tipo, é o fim.

Justus chega a afirmar que o número de pessoas passadas pelo colega, que é de 1 milhão não ocorreu nem na China, onde foi o país onde tudo começou.

E em tom de sarcasmo ele fala que só porque o Brasil é muito abençoado vai ter essa quantidade de mortes. Ele faz questão de ressaltar que até o momento o número de pessoas que morreram em decorrência do coronavírus teria chegado a uns 12 mil.

E quem em nenhum lugar em todo o mundo houve um lugar que constatasse esse número elevado de mortes, e que até o momento são 220 mil pessoas que estão contaminadas.

Em seguida Justus afirma que não tem como discutir com uma pessoa que possuía um nível tão desinformado assim, e mesmo o respeitando, ele não concorda com os seus argumentos.

Marcos Mion foi afrontado por Justus, onde o empresário declara que o apresentador não entende nada de estatísticas, pois se ele entendesse com certeza perceberia que o número de pessoas que morrem é bem pequeno, mesmo até dos mais velhinhos.

Justus ainda menciona a possibilidade da população do mundo inteiro fosse contaminados seria uma boa coisa, pois as pessoas pegariam anticorpos e faria com que tudo acabasse logo.

E finaliza afirmando que o confinamento irá ter grandes custos futuramente, e questiona o porque de Marcos Mion estar preocupado com as pessoas mais pobres.

E citou que a humanidade será assolada quando vier a degradação na economia, na crise no mundo inteiro, quando os pobres não tiverem mais alimentos, e as empresas não oferecerem mais empregos.

O empresário ainda comparou o Coronavírus com uma “gripezinha” leve que só vem para uns 90 por cento da população no mundo, e ainda afirmou que não tem como fazer a comparação com a catástrofe que será a vida mais pra frente.

Ouça o áudio feito por Roberto Justus:

https://twitter.com/i/status/1241885562468028419

 

 

 

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.