Vaza um áudio após suposta briga entre a modelo brasileira e Neymar; ouça

Caso Neymar ganha novo capítulo e dessa vez vaza uma mensagem de voz entre os dois envolvidos

A polêmica do caso Neymar e Najila parece não ter fim. Dessa vez a mulher que o acusou de abuso, divulgou um áudio um tanto revelador, dando mais um episodio a esse assunto que está sendo o mais comentado em toda a mídia e redes sociais.

Ela afirma que o áudio foi encaminhado a Neymar depois da suposta briga no quarto de hotel em Paris, na França. Em suas palavras a jovem diz que Deus fará justiça e pede para ele “ser homem” e assumir o que fez.

Confira o aúdio abaixo!

Entenda o caso envolvendo Neymar

O atleta foi denunciado de abuso sexual por uma mulher que teve sua identidade preservada pela polícia. Ela registrou um BO na sexta-feira (31), na 6ª Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

De acordo com o documento, ela afirmou ter conhecido o atleta nas redes sociais. E que um assessor entrou em contato concedendo passagens e hospedagem para ela viajar para Paris, na França. Ela afirmou ter viajado no dia 14 e chego no dia 15.

A mulher também relatou que ficou no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e o recebeu por volta de 20h (local) do dia 15. Conforme ela, o jogador chegou “aparentemente embriagado” e começaram a conversar, trocar carícias. Porém, segundo ela, Neymar ficou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual.Tanto Neymar, por meio de um vídeo postado em sua rede social no qual expôs as conversas com a mulher, quanto seu pai, Neymar da Silva Santos, em duas entrevistas à TV Bandeirantes, uma por celular e a outra participando ao vivo, negam que tenha ocorrido estupro. Eles confirmam que teve relação sexual, mas que a mesma foi consensual.

Após toda polêmica cercando o caso, ela se manifestou pela primeira vez e contou a sua versão dos fatos. Na entrevista prestada ao SBT, Najila falou que realmente havia sido agredida e abusada por Neymar, no dia 15 de maio, no quarto de um hotel, em Paris, na França.

A modelo então mostrou imagens que ela teria feito entre os dias 15 e 21 de maio, em algumas delas a região dos seus glúteos se mostravam avermelhadas.

E após todos esses episódios, e segundo com um laudo profissional, ela teria que tratar “depressão e transtorno de ansiedade generalizada”. O doutor Luiz Eduardo Rossi, foi firme ao pedir que a paciente não se auto-medique e a aconselhou para que procure um psiquiatra o mais rápido possível.

Fora isso, foi pedido pela polícia a pericia medica no corpo da acusadora, e para surpresa de todos o laudo constatou apenas uma lesão no dedo. A delegada responsável pelo caso, de acordo com que informou a TV Globo, irá confrontar o laudo particular com o realizado pelos peritos da Polícia Civil.

Escrito por Larissa Silva

Amo praia, natureza e escrever. Publicitária e redatora em portais online. Contato: [email protected]